São Tomé: 4ª Edição do FestFilm

Date
24-10-2018 - 27-10-2018
Location
São Tomé e Príncipe

Description

São Tomé acolheu, entre os dias 24 e 27 de outubro de 2018, a 4.ª Edição do FestFilm - Festival Internacional de Cinema de São Tomé e Príncipe.

No dia 24 de outubro de 2018, a cerimónia de abertura realizou-se no Camões - Centro Cultural Português de São Tomé, contando com a presença do Embaixador de Portugal e de representantes dos vários parceiros do Festival, designadamente a Diretora do Centro Cultural Brasil – São Tomé, a Diretora da Alliance Francaise e um representante da Direção da Casa da Cultura de São Tomé. Nesta sessão foi exibido o filme “Uma Vida Sublime”, de Luís Diogo, que soma 15 prémios, atribuídos nos 23 Festivais onde já participou, entre os quais se destacam o Taurasi de Ouro, no Festival de Cinema Taurasi em Itália, o Prémio do Júri e o Prémio do Público na categoria de Longa-Metragem, no WorldFilm Festival na Austrália e o Prémio de Melhor Ator para Eric da Silva, no 3º LakeCity International Film Festival 2018, na Índia.

Em termos de competição, a 4.ª edição enfatizou o caráter cada vez mais internacional do Festival, com filmes São-Tomenses, Portugueses, Brasileiros, mas também oriundos de França, da Alemanha, do México, da Espanha e da Estónia. 

Estiveram a competição, a nível internacional, duas longas-metragens, quatro documentários e quinze curtas-metragens, e a nível nacional, dois documentários e três curtas-metragens.

Pela primeira vez foram apresentadas produções São-Tomenses em competição, dois documentários - “Serviçais das Memórias de Identidade” e “Sonho Longínquo do Equador”, e três curtas-metragens – “Mina Kiá”, “Quem é o teu parceiro” e “Filhos de Água”. 

“Mina Kiá”, de Kátia Aragão, foi a curta vencedora, por São Tomé e Príncipe, do Concurso PALOP-TL – União Europeia, lançado no âmbito de uma iniciativa da cooperação cultural da UE, alusiva aos 25 anos do Programa de Cooperação PALOP-TL. Para além desta, foram igualmente exibidas as restantes 5 curtas - metragens vencedoras.

A exibição teve lugar no dia 26 de outubro de 2018, no Camões - Centro Cultural Português de São Tomé,, numa sessão que terminou com uma conversa com dois dos realizadores vencedores do Concurso Curtas PALOP-TL, Kátia Aragão de São Tomé e Príncipe, e Mauro Pereira de Angola. 

O encerramento do evento realizou-se no Centro Cultural Brasil – São Tomé onde, para além do anúncio dos filmes vencedores, foi exibido o documentário “Sonho Longínquo no Equador”, de Hamilton Trindade (Diretor do FestFilm), o qual ilustra diferentes situações de jovens em São Tomé e Príncipe, enfatizando vivências socialmente diferentes, mas com um sonho em comum: concluir os estudos e arranjar um emprego. 

“Sonho Longínquo no Equador” é o primeiro trabalho do jovem Hamilton Trindade como realizador, contando com apoios do ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, do IPDJ-Instituto Português do Desporto e Juventude e do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua,I.P.  para além de diversas entidades locais. 

Nesta 4.ª Edição do FestFilm, são de destacar o elevado interesse e participação por parte do público, contando as duas sessões do Camões - Centro Cultural Português de São Tomé com mais de duas centenas de espectadores; a diversidade de nacionalidades das obras concorrentes e a participação de cinco películas nacionais, algumas delas de elevada qualidade.

 

6905 1